5 formas de acabar com a falta de controle de estoque e matéria prima


Introdução


Estoque dá lucro, certo? ... acredito que você tenha respondido que sim [provavelmente enquanto pensa que essa foi uma pergunta sem sentido]

Mas e se eu te disser que está dá [e muito] prejuízo num negócio? Qual é a sua resposta?

Se você disser que não, maravilha! Seu processo é impecável e, realmente, você não precisa da gente para auxiliar na sua empresa! \o/

Mas se você disse que sim, você está certo e, como um fator de consolo, você não está sozinho nessa.

Todos os dias vemos empresas literalmente jogando os seus lucros no lixo por falta de um processo de gerenciamento de estoque adequado.

- Quer dizer, que se eu gerenciar meu estoque certinho vou ganhar dinheiro?

Exatamente caro leitor! Gestão dá lucro. Aqui vamos te mostrar 5 passos em que você vai usar para gerenciar melhor o seu estoque.

Depois desse artigo você vai pegar um papel e uma caneta para traçar o melhor planejamento e parar definitivamente de jogar dinheiro no lixo junto com produtos que você perde diariamente.

Gestão de estoque gera lucro! Sim, e muito!

Eu verdadeiramente imagino que você não deve suportar o fato de ter investido dinheiro em algo que, ao invés de retornar em lucro, apenas prejudicou os seus negócios. Mas isso acaba agora.

Uma boa gestão de estoque não é feita mais apenas com papel, caneta e no final do ano.

Gerenciar o seu estoque é uma missão diária e precisa de ferramentas eficientes para garantir um resultado lucrativo.

Se você quer mesmo mudar o jogo e começar a obter os resultados de sucesso na sua empresa, não vai pular nenhumas dessas partes, combinado?

Conto com você!


Todo negócio quer uma coisa, lucro! O seu também e isso só é possível graças uma equação simples:

necessidade + solução + gestão = sucesso

Se em algum desses pontos o processo não vai bem, então o negócio não irá bem.

A gestão do negócio é o que levará a sua empresa para o próximo nível.

E se você precisar da nossa ajuda, apenas conte com a gente. Quer fazer uma teste?

Agora que você chegou até aqui, vamos imaginar... Quanto uma empresa pode ganhar fazendo uma gestão de estoques de forma estratégica? Muito dinheiro e, principalmente, deixando de perder muito.

Agora vamos pensar, o que precisa ser feito?

A seguir, vou mostrar 5 pontos onde acreditamos que a gestão do estoque de uma empresa precisa ser eficiente.

Use esse material como uma consulta sempre que precisar e, se você conhece pessoas que também passam por esse problema, porque não ajudar compartilhando esse material?

Vamos juntos, melhorar a gestão das empresas. Conto com você!



1 - planejamento do seu volume de compras


A quantidade que você compra influência nos resultados da empresa.

Existe um ditado que diz...

"produto na prateleira é falta de dinheiro no caixa".

Mas também podemos pensar que:

"falta de produto na prateleira é falta de dinheiro no caixa.

Mas como assim?

Comprar demais pode ser um problema para a gestão do negócio, mas o baixo volume da compra também pode gerar um problema.

Por isso, o planejamento da quantidade ideal para ser comprada é extremamente importante.

Alguns fatores influenciam na tomada de decisão para a compra de produtos e na frequência.

  1. prazo do fornecedor

  2. ações comerciais do fornecedor

  3. volatilidade do mercado

  4. processos logísticos

  5. espaço de armazenamento

  6. realização de inventário

Dessa forma, a atenção ao processo de compra e o estudo para entender a maneira ideal de compra é um passo primordial.

2 - Realize auditorias frequentemente


Todos os dias estamos sujeitos à problemas, erros e imprevistos. Uma venda não contabilizada, um produto vencido, uma compra trocada e não estornada, todos esses são processos recorrentes no dia a dia de uma empresa, e cada um deles podem gerar desestabilizações na gestão do estoque da sua empresa.

Realizar analises de estoques de maneira recorrente ajuda a identificar problemas e corrigi-los antes mesmo de chegar até o cliente final e gerar retrabalho.

O que algumas empresas fazem, de maneira errada, é fazer balanço apenas ao final do ano. Na maioria dos casos para realizar ajustes de estoques para o livro de inventário contábil, documento obrigatório junto à Secretaria da fazenda do Estado.

A realização periódica de balanços, ou contagens de estoque ajudam a manter o nível de consciência sobre a estrutura, o volume de produtos, a rotina de entrada e saída de produtos e a prevenção de erros de quantidade na relação físico x lógico.

Ou seja, em muitos casos, haverá estoque no sistema da empresa, mas na realização da venda, será percebido a falta de estoque no pátio ou depósito.

Ou, ao contrário, estoque no pátio ou depósito do qual não consta no sistema da empresa. O que pode incorrer em perda de venda e queda no faturamento da empresa.

3 - Nível de segurança necessário para um setor de estoque


Se o seu negócio pertence ao segmento de varejo que detém grande quantidade de estoque, a segurança e o controle de acesso são fundamentais para acabar com a falta de controle do estoque.


Dentro do seu planejamento operacional, a segurança do ambiente de estocagem dos seus produtos precisa levar em consideração alguns quesitos:

  • capacitação do pessoal do setor

  • controle de tráfego de pessoas do setor

  • sistema de segurança e monitoramento do setor

Ter pessoas capacitadas é um princípio básico para um bom processo de gestão. O processo logístico requer conhecimentos técnicos específicos que não podem ser negligenciados ao longo do caminho, principalmente dentro do processo de onboarding do colaborador [contratação, apresentação empresa e treinamento].

O controle de tráfego de pessoas é outro ponto importante... Quando você vai ao McDonalds, o pessoal te deixa ir até a cozinha? Ou... quando você vai ao hipermercado, você pode ter acesso a parte da câmara fria do açougue? Acredito que não né?

Exatamente por isso, dentro da sua empresa, é preciso ter regras, limitar o acesso de pessoas que podem ir até o seu armazenamento e fiscalizar todo o processo.

Por último, mas não menos importante, implementar um bom sistema de segurança junto à um bom processo é primordial. Implementar um bom sistema de câmeras para o monitoramento ajuda a inibir furtos e dá um maior apoio ao desempenho do processo de estocagem.

Dessa forma, a prevenção [pressuposta do planejamento prévio] tem com o objetivo inibir eventuais prejuízos e até mesmo pequenos furtos.

4 - Estrutura de armazenamento


Ao planejar o seu processo de estoque, não deixe a estrutura de lado. Muitas empresas erram ao pensar que os custos de uma boa estrutura de armazenamento é algo que pode ser deixado de lado e usar o dinheiro apenas para comprar mais estoques.

Dentro do processo de planejamento das estruturas, leve em consideração alguns aspectos:

  • tamanho

  • temperatura

  • umidade

  • componentes de transporte

  • componentes de estocagem

O tamanho do espaço é importante. Poucas empresas pensam no tamanho do espaço à longo prazo. Ao longo do caminho, é mais cômodo alugar diversos galpões ao invés de planejar a construção de um galpão com capacidade para os próximos 10 anos da empresa.

O grande problema de não realizar esse planejamento é o acúmulo de vários aluguéis. O agrupamento dos valores pagos por aluguéis podem, por exemplo, custear a parcela de um fundo de investimento para a construção de uma estrutura planejada para o processo.

Cuidado com a temperatura. Muitos negócios tomam prejuízo com produtos por não seguir o protocolo de segurança e armazenamento adequado em relação à temperatura do ambiente.

Produtos com materiais frágeis tem maior probabilidade de serem danificados por má condição do clima do ambiente, o que finalmente acarretará em prejuízo para a empresa.

Assim como a temperatura, a umidade também é fator preocupante no processo de armazenamento dos produtos. Galpões em estado de má conservação pode gerar umidade, insetos e outros agravantes para a conservação do estoque.

Principalmente dentro do segmento de alimentos, o cuidado com o armazenamento e com a umidade precisa de muita atenção.

A estrutura física também precisa ser levada em consideração. Uma boa estrutura garante a qualidade do estoque e o bom estado de conservação.

5 - Registre todas as operações


O bom e velho jeitinho brasileiro pode te "favorecer" ao não registrar uma venda e deixar de registrar um imposto ou outro, mas e o seu estoque? Será que vale a pena perder o controle dos seus produtos para cometer um crime? Sim, um crime!

Sonegação de imposto é crime e já vimos tantos casos por ai né?....

Mas voltando o foco para o estoque... registrar todas as movimentações de venda é uma maneira para que tudo esteja no seu lugar e que o giro permaneça correto.

Vamos pensar de um ponto de vista eficiente?

como funciona o fluxo de movimentação do estoque?

O processo começa com a entrada da mercadoria, o cadastro, lançamento no sistema e o seu armazenamento.

Em seguida, com o processo de venda, é feita a subtração do produto.

Quando há uma ruptura no meio do caminho, ocorrem os problemas de gestão de estoques. Quantidades são perdidas, contagens não batem e o retrabalho começa.

Onde eu quero chegar com tudo isso?

Para que você pense que a gestão de estoque da sua empresa seja um fator de lucro, mas também pode ser um fator de prejuízo.

E ai, o que você escolhe?

Depois de todos esses passos, eu quero falar com você sobre algo que pode ajudar?

Aqui na LEAL focamos os nossos esforços para ajudar empresas em dificuldade no processo de gestão.

O nosso HUB de soluções partem desde a consultoria o planejamento, até um bom software de gestão para o seu negócio mudar de nível. Quer saber?

Acesse uma demonstração gratuita aqui nesse link para testar!

Te espero nos próximos materiais...

Um grande abraço,


Marcus Leal

Leal Administração & Consultoria.

www.lealadmconsultoria.com.br


6 visualizações0 comentário
Prancheta 2.png

Siga o nosso Instagram

Inscreva-se no nosso canal do YouTube

YouTube-community-captions-feature-endin
Oferta-de-email 297.png
Prancheta 1.png

MARKETING - FINANCEIRO - OPERACIONAL 

74991103860

Endereço: Rua Monsenhor, 81, Capim Grosso - BA,

44695-000, Brasil

CNPJ: 31.864.216/0001-29

©2018 by leal administração & consultoria.